Cefaleia do tipo tensional

Home  /  Cefaleia do tipo tensional

A dor de cabeça do tipo tensional é a forma mais comum de dor de cabeça, ocorrendo em cerca de três quartos da população em geral. Eles podem variar desde a dor de cabeça leve ocasional até a dores de cabeça incapacitantes diárias em alguns casos. 

Sintomas

As dores de cabeça do tipo tensional geralmente duram de 30 minutos a sete dias. A dor é comumente descrita em ambos os lados da cabeça (bilateral), como “uma banda ao redor da cabeça”. A dor geralmente é leve a moderada e não piora com a atividade física rotineira, o que significa que a maioria das pessoas com dor de cabeça tipo tensional continuam suas atividades diárias normais apesar de ter a dor de cabeça. Esta dor, não é acompanhada de náuseas ou vômitos. Pode ser acompanhado por sensibilidade aumentada à luz ou ao som, mas não a ambos. É descrita como dor tipo peso ou aperto, sendo critério de exclusão para este diagnóstico se a dor se apresenta em pontadas ou latejante. 

Diagnosticando a dor de cabeça do tipo tensional

Não há testes de diagnóstico para confirmar a dor de cabeça do tipo tensional. O diagnóstico é realizado através da revisão do histórico médico pessoal e familiar do paciente, do estudo dos sintomas e da realização de exame neurológico detalhado.  

Tratamento da dor de cabeça do tipo tensional

A dor de cabeça do tipo tensional episódica pode precisar apenas de analgésicos e anti-inflamatórios. Às vezes, analgésicos combinados, incluindo a cafeína, podem ser mais eficazes; mas com uso freqüente, os efeitos colaterais, como piora das dores de cabeça podem aparecer. Os tratamentos agudos devem ser limitados a não mais do que duas vezes por semana, caso contrário eles podem produzir dor de cabeça por uso excessivo de medicamentos e podem causar efeitos indesejáveis no fígado, rins, estômago e outros órgãos.

Se as dores de cabeça da cefaleia do tipo tensional forem freqüentes, duradouras ou associadas a uma quantidade significativa de deficiência, recomenda-se o tratamento preventivo. As estratégias preventivas comumente utilizadas incluem medicamentos e tratamentos não medicinais para dor de cabeça, como biofeedback, relaxamento e terapia cognitivo-comportamental, acupuntura, terapia manual de massagem com fisioterapeuta especialista em dor.